Home / CÃES E GATOS / Como Escovar Os Dentes Do Cachorro e Do Gato? Tire Suas Dúvidas

Estima-se que 70% dos pets com mais de 3 anos de idade tenham doença periodontal, uma condição inflamatória na boca que surge a partir da formação da placa bacteriana. Além disso, podem ocorrer outras complicações e enfermidades. Portanto, é importantíssimo que você saiba como escovar os dentes do cachorro e do gato!

Confira neste artigo mais informações sobre o assunto.

É bom escovar os dentes dos cachorros e dos gatos?

Se não for feita a escovação diária dos dentes dos pets, a placa se mineraliza e vira tártaro que, por sua vez, pode levar à gengivite, retração das gengivas, perda dos dentes e agravar doenças em órgãos vitais, como fígado, rins e coração.

Escovar os dentes do pet é a única maneira eficaz de prevenir a formação da placa bacteriana! Por isso, vamos entender como se faz?

Como escovar os dentes do cachorro e do gato: tire suas dúvidas!

Veja abaixo algumas dúvidas comuns sobre como escovar os dentes do cachorro e do gato e aprenda!

1. Com que frequência devo escovar os dentes do meu pet?

Como as bactérias costumam aderir aos dentes e se mineralizar em apenas 24 horas, a recomendação é escovar os dentes do seu cachorro ou gatinho todos os dias.

2. Pode escovar os dentes do cachorro e gato com pasta normal e escova comum?

Hoje existem no mercado escovas apropriadas para cães e gatos. Alguns modelos são:

  • escova de dedo ou dedeira: trata-se de um objeto revestido de silicone no qual você encaixa o seu dedo indicador;
  • escova de dente dupla: normalmente é indicada para filhotes ou para cães de raças pequenas. Ela possui uma cabeça grande ideal para escovar os dentes da frente e outra menor para alcançar as áreas mais difíceis;
  • escova de cabo longo: costuma ser indicada no caso de cães de grande porte, para alcançar os dentes do fundo;
  • escova infantil: ela também pode ser indicada pelo veterinário, inclusive para gatos.

Em todos casos, o importante é que sejam escovas macias para não machucar a gengiva dos pets.

Antes de iniciar a escovação, consulte o dentista veterinário para saber qual é o tipo de escova indicada para o seu melhor amigo.

Já com relação à pasta para escovar os dentes do pet, ela também deve ser própria para cães e gatos e de preferência palatáveis, como a C.E.T, da Virbac.

3. Como acostumar meu pet à escovação?

Fazer o reforço positivo na hora da escovação é importante para que você consiga ter sucesso. Para isso, é necessário aplicar técnicas que tornem o momento agradável ao seu pet, e sempre com muita paciência e persistência. Siga os passos abaixo:

  • Comece acariciando a bochecha do seu pet pelo lado de fora para que ele se acostume ao toque. Em seguida, faça a inspeção dos dentes levantando a bochecha e toque a gengiva com cuidado para que ele comece a se acostumar com a pressão na região;
  • Etapa vencida, partimos para os movimentos circulares na gengiva com uma gaze. Nos gatos, podemos usar também um cotonete molhado no caldinho do sachê para que ele sinta que aquele é um momento agradável. É importante frisar que, nessa etapa, estamos acostumando ele a um movimento de forma positiva;
  • Assim que o animal já estiver familiarizado ao movimento, troque a gaze pela escova, e o sachê pelo creme dental.

Mas quanto tempo demora esse processo de dessensibilização? A Dra. Carla explica que “pode levar dias ou meses, vai depender de cada pet. No começo, dois minutinhos por dia serão suficientes”.

4. Com quantos meses pode escovar os dentes do cachorro e do gato?

Imagine se você não escovasse os dentes todos os dias? Além do mau hálito, quantos problemas dentários você não teria?  É isso o que ainda acontece com a maioria dos cães e gatos.

A  cada dia a gente descobre novas formas de cuidar melhor dos nossos filhos de quatro patas, e a escovação precisa se tornar um hábito desde filhote. Quanto antes o pet se familiarizar com ela, melhor. Afinal, a saúde começa pela boca!

No caso dos cães mini e de pequeno porte, a escovação é ainda mais necessária, pois eles possuem tendência a desenvolver a doença periodontal mais cedo. É o caso das raças Yorkshire, Chihuahua, Poodle Toy, Pinscher, Maltês, Shih Tzu, Papillon e Lulu da Pomerânia, entre outras.

5. Se eu escovar os dentes do meu pet, ele não vai precisar de dentista?

Não é bem assim. Se você precisa ir ao dentista regularmente, seu pet também precisa.

Com a escovação é possível retardar o aparecimento da doença periodontal e manter a boca do seu melhor amigo saudável, evitando uma série de problemas. Mas, todos os anos, seu pet deve ir ao veterinário para avaliar a saúde bucal e geral.

O papel do dentista veterinário é acompanhar a boca dos animais desde filhote até as fases adulta e senil. Isso inclui verificar os dentes de leite dos cães e dos gatos, bem como os permanentes, se a mordida está correta, se há tártaro e se existe a necessidade de algum tratamento.

6. E se meu cachorro ou gato não deixar escovar os dentes, o que eu faço?

Infelizmente pode acontecer, mesmo depois de inúmeras tentativas. Nesse caso, a Dra. Carla recomenda a visita ao dentista veterinário com intervalos mais curtos, a cada 4 ou 6 meses, dependendo da raça ou do tipo de problema que ele tiver na boca.

Viu como é importante aprender sobre como escovar os dentes do cachorro e do gato? Caso você ainda tenha alguma dúvida, agende uma consulta com um de nossos especialistas. O Pet Care conta com uma equipe de veterinários odontologistas de alto nível e os melhores recursos para cuidar da saúde oral do seu pet.

Fontes:

Dra. Carla Maria Girardi Barbosa – médica-veterinária especializada em odontologia
VCA Hospitals Hospitals 

Artigos Relacionados

Mais Categorias

Pin It on Pinterest

Posso ajudar?