Home / CÃES / Casos Clínicos / Câncer de Mama ou Tumor de Mama em Cadelas e Gatas

O tumor mais comum em cadelas e gatas não castradas é o câncer de mama. Geralmente o dono leva o animal ao veterinário para examinar aquele caroço duro que aparece na  parte de baixo da barriga.

Muitas vezes o veterinário detecta a formação em um exame de rotina. Este tumor pode aparecer em fêmeas após os 5 anos de idade, se não foram castradas precocemente, isto quer dizer, antes do primeiro cio.

O importante é que, uma vez feito o diagnóstico, se tomem algumas providências o mais rápido possível, como: fazer exames de Ultrassom e RX para saber se o câncer não se espalhou (metástase); fazer os exames pré-cirúrgicos e retirá-lo o mais breve possível.

Vale lembrar alguns detalhes: as cadelas e gatas não tem mama, mas sim duas cadeias mamarias, uma de cada lado, e o veterinário tem que decidir o quanto da cadeia vai ser retirado. Muitas vezes retiramos toda a cadeia mamaria de um dos lados.

Outro detalhe é que toda cadela ou gata com câncer de mama tem que ser castrada, muitas vezes aproveitamos a cirurgia para fazermos a retirada do tumor e castrá-las ao mesmo tempo.

Quando o tumor de mama estiver ulcerado (tenha se rompido e a pele ferida), talvez, devemos esperar um pouco e tratar a infecção antes de fazermos a cirurgia.

Toda vez que se fizer uma cirurgia, o material deve ser submetido a uma análise (histopatológico) para sabermos o tipo do tumor, se foi retirado totalmente e se vai precisar de quimioterapia.

Por esta razão, este tipo de atendimento deve ser feito por um veterinário oncologista que saberá como tratar este tumor.

A maioria destes tumores são malignos, adenocarcinomas, mas felizmente são lentamente metastáticos, ou seja, demoram para se espalhar.

O local mais comum de metástase são fígado e pulmão.

Faça exames de toque de mama sempre em sua gata ou cadela apalpando as duas cadeias de mamas e analisando se sente algum carocinho. Comece apalpando a mama perto da perna traseira até as axilas. Caso sinta algo anormal entre em contato com o veterinário.

O Pet Care dispõe de atendimento com nossa equipe de ONCOLOGIA. Agendamento de horário em ambas unidades.

 

 

Artigos Relacionados
Cuidados com seu cachorro idoso no inverno

Cuidados com seu cachorro idoso no inverno

No inverno, aumenta a nossa preocupação com os cães idosos, afinal, eles sentem mais frio.

Veja algumas dicas para o seu cãozinho ficar confortável e continuar saudável.

Tosse de cachorro ou cachorro engasgado? Saiba diferenciar

Tosse de cachorro ou cachorro engasgado? Saiba diferenciar

A tosse é diferente do engasgo, mas em muitas situações podemos nos confundir. Por isso, vamos explicar aqui a diferença entre eles Segundo a Dra. Josyanne Christine Oshika, médica-veterinária especializada em pneumologia, "a tosse é um mecanismo de defesa do corpo...

Quais são os riscos da obesidade em cães e gatos?

Quais são os riscos da obesidade em cães e gatos?

Quem não acha um cão ou gato gordinho a coisa mais linda do mundo? O sobrepeso e a obesidade, entretanto, não são apenas uma questão estética, mas um problema de saúde que pode trazer diversas complicações aos pets. Segundo a nutricionista veterinária Dra. Monique...

Mau hálito em cães e gatos: como tratar

Mau hálito em cães e gatos: como tratar

O mau hálito em cães e gatos pode indicar problemas de saúde subjacentes, como doenças dentárias, digestivas ou respiratórias É frequente cães e gatos terem aquele "bafinho típico", mas a verdade precisa ser dita: mau hálito em cães e gatos é sinal de que seu pet...

Odontologia veterinária: anestesia geral é segura?

Odontologia veterinária: anestesia geral é segura?

A Odontologia Veterinária é uma área da medicina veterinária que se dedica ao diagnóstico e tratamento das doenças dentárias e orais dos animais Quem nunca sentiu medo de levar seu pet para fazer um procedimento que precisa de anestesia? A gente fica apreensivo,...

Mais Categorias

Pin It on Pinterest

Posso ajudar?