Vômito ou Regurgitação?

Compartilhe

Vômito ou Regurgitação? 19 de março de 2012

O vômito é um problema muito comum em cães e gatos. Existem muitas causas de vômitos. As causas primárias ou gástrica de vômito são aquelas que são decorrentes de doenças do estômago e trato intestinal superior

As causas secundárias ou não-gástrica de vômito são causados ​​por doenças de outros órgãos que causam um acúmulo de substâncias tóxicas no sangue. Estas substâncias tóxicas vão estimular o centro do vômito no cérebro causando o vômito.

É muito importante distinguir a diferença entre vômito e regurgitação.

O vômito é a expulsão do conteúdo presente no estômago e/ou intestino delgado (inicio do intestino, logo depois da saida do estômago).

Regurgitação é a expulsão do conteúdo do esôfago. O esôfago é um tubo estreito, que leva o alimento da boca ao estômago em questão de segundos. O alimento não pode parar nunca no esôfago em uma condição normal.

Em um animal com o esôfago normal, o alimento se move rapidamente através do esôfago para o estômago. Caso o esôfago apresente algum problema e se dilata, temos então o que chamamos de Megaesôfago.

O esôfago dilatado não consegue transportar o alimento atravez dele, e assim o alimento fica parado no esôfago, levando a regurgitação poucos segundos ou minutos após a ingestão. Nesse caso o alimento sai não digerido muito parecido com o que acabou de comer, não tem cheiro forte e pode ter o formato de um tubo (formato do próprio esofâgo). No caso de regurgitações sucessivas o animal pode aspirar o alimento e causar uma pneumonia por aspiração.

Quando você chega ao veterinario com o seu animal de estimação, cão ou gato, porque ele está vomitando, o veterinário irá fazer uma série de perguntas na tentativa de diferenciar entre vômitos e regurgitação e para tentar determinar se o animal está vomitando devido à doença gástrica ou doença sistêmica.

O vômito é um processo ativo e normalmente o animal percebe que vai acontecer, se levantando, andando impacientemente e de repente começa a fazer mímicas de vômito, expulsando então o conteúdo gástrico com certo desconforto .O alimento ou conteudo gástrico normalmente pode estar digerido, tem um odor mais forte e pode ter um conteúdo amarelado (bile), principalmente depois de vários episódios seguidos de vômito.

Já a regurgitação é um processo passivo e quase sempre o animal nem percebe que vai acontecer. De repente o animal se movimenta, abaixa a cabeça e os alimentos são explusos sem esforço algum e sem contração abdominal.

O animal então come tudo novamente ou sai andando como se nada tivesse acontecido – não causa “mal estar”. O conteúdo expulso por regurgitação é geralmente não digerido, sem odor e pode ter uma forma tubular, e é muitas vezes coberto com um muco viscoso.

Outra causa de regurgitação, mais comum em filhotes, é o animal comer muito rápido e vorazmente regurgitando tudo logo em seguida. A diferença entre gula e megaesôfago, é que no caso do megaesôfago isso acontece sempre ou quase sempre que o animal come (é muito mais frequente).

A sua capacidade de responder as perguntas do veterinário sobre como acontece, quando acontece, com que frequência e descrevendo o aspecto do conteudo vomitado ou regurgitado vai ajudar muito no diagnóstico das causas do vômito e/ou da regurgitação.

 

Gostou do conteúdo?
Compartilhe

Leia também

Ibirapuera

11 3050-2273

11 95023-3626

Av. República do Líbano, 270 Ibirapuera - SP

Saiba maissaiba mais da unidade Ibirapuera

Morumbi

11 3740-2152

11 99451-6319

Avenida Giovanni Gronchi , 3001 Morumbi - SP

Saiba maissaiba mais da unidade Morumbi

Pacaembu

11 4305-9755

11 97450-1843

Av. Pacaembu, 1839 Pacaembu - SP

Saiba maissaiba mais da unidade Pacaembu

Tatuapé

11 3019-2300

11 99787-1305

Rua Serra do Japi, 965 Tatuapé - SP

Saiba maissaiba mais da unidade Tatuapé

Centro de Radioterapia

11 94394-6254

Rua João Avelino Pinho Mellão 321 - Morumbi - SP

Saiba maissaiba mais da unidade Centro de Radioterapia