Home / CÃES / Casos Clínicos / Inalação em Cães e Gatos

Inalação em Cães e Gatos

07 / fev / 2012

 

Muitas vezes quando temos cães e gatos com problemas respiratórios fazemos o uso de inalação como parte de tratamento.

A umidificação da traquéia e dos brônquios pela inalação faz com que aumente a lubrificação (principalmente nos meses mais secos do ano), diminuindo a irritação  e facilitando a expectoração  de possiveis secreções.

Também pelo meio da inalação conseguimos atingir as células danificadas diretamente com medicamentos como certos  antibióticos, anti- inflamatórios, anti alérgicos e substâncias broncodilatadoras.

Usamos a inalação em todos os casos de pneumonia em cães e gatos, tosse dos canis(bordetella) em cães com o objetivo de lubrificar, medicar (medicação inalada agindo diretamente na área lesionada) e para facilitar a expectoração de secreções brônquicas. Os casos de rinotraqueíte e asma felina também tem a mesma indicação.

O inalador correto a ser utilizado é o ultrassónico pois produz uma vaporização de melhor qualidade. O tempo de inalação varia entre 10 a 15 minutos , devendo ser repetido varias vezes ao dia.

Animais com pneumonia devem ser acompanhados muitas vezes também por um fisioterapeuta veterinário  para fazer  uma manobra chamada tapotagem que facilita o descolamento das secreções brônquicas umidificadas pela inalação.

 

Pin It on Pinterest