Home / CÃES / Doenças / Diarréia por Clostridium perfringens em Cães

Diarréia por Clostridium perfringens em Cães

09 / dez / 2011

O clostridium pode fazer parte da flora bacteriana do intestino da grande maioria dos cães sem causar sintomas, porem em outros animais pode levar a diarréias crônicas.

O Clostririum perfringens é uma bactéria encontrada comumente na vegetação em decomposição e em sedimentos marinhos. Também pode ser adquirido a partir de carnes cruas ou mal cozidas e de aves e carnes que foram deixados a céu aberto. Há também evidências de que os cães podem adquirir esta infecção de outros cães contaminados.

Geralmente, as implicações da presença dessa bactéria são limitadas a infecções do trato intestinal e normalmente não progridem para condições de doença sistêmica. Os sintomas geralmente duram uma semana em casos agudos e incluem diarréia, dor abdominal e náuseas. A doença crônica leva a recorrências de diarréia intermitente que pode se repetir a cada 2-4 semanas, e pode continuar por meses ou anos. Na verdade essa infecção é suspeita de ocorrer em até 20% dos casos de diarréia no intestino grosso de cães. Embora seja mais comum em cães pode ocorrer em gatos também.

Os principais sintomas são:

– Diarréia com muco brilhante recobrindo as fezes.
– Pequenas quantidades de sangue fresco na diarréia.
– Pode ter grande volume de fezes aquosas.
– Esforço para defecar.
– Aumento da frequência de defecação.
– Vômitos.
– Desconforto abdominal – cólicas, borboriguimas (barulhos intestinais) e gazes. Muitas vezes o animal se posiciona abaixando a parte dianteira do corpo e erguendo a “trazeira”.
– Quantidade anormal de flatulência.
– Febre (incomum)

Diagnóstico:

Baseado na história clínica e nos sintomas apresentados. O Médico Veterinário irá realizar um exame físico completo em seu cão podendo realizar também outros exames, MAS O DIAGNÓSTICO É FEITO ATRAVES DO EXAME DE FEZES para análise microscópica.
Esta doença intestinal é por vezes difícil de identificar porque não há um teste específico para ela. O parasita tem que ser identificado na amostra de fezes e tem uma aparência característica, parecendo um “alfinete” daqueles usados antigamente para “prender” fraudas de bebês.

Tratamento:

O tratamento geralmente é simples com medicamento oral específico para essa infecção. Nos casos mais graves e crônicos, pode precisar também de medicação de suporte.

O manejo da dieta também é útil no tratamento desta condição. Dietas com fibras com psyllium e formuladas com ingredientes prebióticos e probióticos (como lactobacillus) pode ajudar a equilibrar e manter a flora intestinal do trato gastrointestinal.

Felizmente, os cães com boa resposta imune geralmente combatem a infecção sem tratamento.

Lembre-se sempre, que um simples exame de fezes (exame barato e fácil de ser feito) pode dar o diagnóstico das principais causas de diarréia em cães e gatos.

O Hospital Veterinário Pet Care pode atender o seu animal com diarréia no serviço de Pronto Atendimento ou com hora marcada (telefone 3743 2142). O possível diagnóstico pode serdado no mesmo dia, pois esse exame é feito rotineiramente no nosso Laboratório.

Pin It on Pinterest