Home / CÃES / Casos Clínicos / Criptorquidismo: Quando o seu filhote de cão ou de gato não tem os testículos na bolsa escrotal.

Criptorquidismo: Quando o seu filhote de cão ou de gato não tem os testículos na bolsa escrotal.

14 / set / 2011

Durante o crescimento do feto do sexo masculino, os testículos desenvolvem-se na cavidade abdominal, passam através de uma abertura da parede abdominal denominada canal inguinal e descem para a bolsa escrotal.

Normalmente ambos os testículos descem para a bolsa ao nascimento ou logo depois dele. Ocasionalmente esse processo só se completa com 5 ou 6 meses de idade, mas é mais raro. Em alguns indivíduos, no entanto um ou ambos os testículos não descem para a bolsa escrotal.

Cães e gatos nos quais ambos os testículos não desceram são geralmente estéreis, enquanto que aqueles que apresentam apenas um testículo na bolsa escrotal são férteis. O criptorquidismo é mais freqüente em cães de raças pequenas e toys.

Cães e gatos criptorquídicos devem ser castrados, uma vez que a condição é hereditária e a incidência de tumores testiculares em testículos que não desceram para a bolsa escrotal é quatorze vezes maior do que em testículos normais.

 

Pin It on Pinterest