Perigo Silencioso…. Atropelamento e Politraumatismo

Compartilhe

Perigo Silencioso.... Atropelamento e Politraumatismo 02 de abril de 2012

Acidentes por atropelamento, quedas (de sacadas e escadas) e politraumatismos são bastante comuns em medicina veterinária e quase sempre nos deparamos com grandes surpresas.

Na semana passada atendemos dois casos que nos mostram a importância de um exame clínico minucioso e de exames complementares mesmo quando os animais parecem normais e assintomáticos.

A Cookie chegou pós atropelamento com sinais evidente de fraturas e contusões e depois de exames de ultra som e rx descobrimos que além das fraturas de pelve e membro posterior ela também tinha uma hernia diafragmática e ruptura de bexiga.

O Whisky talvez seja o exemplo mais claro de um PERIGO SILENCIOSO, pois logo após o atropelamento ele parecia somente assustado e com dor. Chegou andando ao Hospital e no exame clinico fomos descobrindo os estragos causados por esse acidente. Ele teve fraturas de costelas, contusão pulmonar e sangramento abdominal.

Nesse caso se fossemos somente nos basear no estado geral do animal, poderíamos subestimar a extensão do trauma. Por isso é muito importante um exame clínico cuidadoso e exames SEMPRE: RX DE TÓRAX , ULTRA SOM DE ABDOME HEMATÓCRITOS PAREADOS.

Depois desse primeiro atendimento é muito importante SEMPRE reavaliar o animal a cada 1 hora nas primeiras 8 horas para identificar possíveis sangramentos abdominais e contusões pulmonares.

Outro caso bastante comum é de ruptura de bexiga (mais fácil de identificar) monitorando com exame de ultra som periódico e mensurando a produção de urina (deixando o animal sondado).

Mais grave, mais difícil de identificar e muito mais SILENCIOSO são os casos de RUPTURA DE URETER E/OU DE URETRA, nos casos de politraumatismo abdominal e de fraturas de bacia. Nesses casos a urina vai se acumulando lentamente no abdome (quando do ureter ou uretra) e no subcutâneo (uretra pélvica), mesmo com o animal produzindo urina e parecendo normal nos primeiros dias.

A contusão pulmonar ou derrame pleural e as microfraturas de fígado e baço, confirmam a fragilidade desses órgãos e a importância de não subestimar mesmo aqueles pequenos traumas e quedas. TODO ANIMAL ACIDENTADO DEVE SER MINUCIOSAMENTE EXAMINADO E OBSERVADO NAS PRIMEIRAS 48 HORAS.

Esse “excesso de zelo” pode ser decisivo nas tomadas de decisões a tempo de salvar o animal e tomar as decisões cirúrgicas e/ou de observação. Mesmo depois de alguns dias podemos ainda ter surpresas e por isso mesmo em casa deve ficar em observação as vezes por mais de 2 semanas.

O Hospital Veterinário Pet Care esta preparado para atender, fazer exames e internar animais politraumatizados 24 horas por dia, todos os dias do ano.

 

Gostou do conteúdo?
Compartilhe

Leia também

Ibirapuera

11 3050-2273

11 95023-3626

Av. República do Líbano, 270 Ibirapuera - SP

Saiba maissaiba mais da unidade Ibirapuera

Morumbi

11 3740-2152

11 99451-6319

Avenida Giovanni Gronchi , 3001 Morumbi - SP

Saiba maissaiba mais da unidade Morumbi

Pacaembu

11 4305-9755

11 97450-1843

Av. Pacaembu, 1839 Pacaembu - SP

Saiba maissaiba mais da unidade Pacaembu

Tatuapé

11 3019-2300

11 99787-1305

Rua Serra do Japi, 965 Tatuapé - SP

Saiba maissaiba mais da unidade Tatuapé

Centro de Radioterapia

11 94394-6254

Rua João Avelino Pinho Mellão 321 - Morumbi - SP

Saiba maissaiba mais da unidade Centro de Radioterapia