Minha cachorrinha cruzou com um macho maior que ela! O que fazer?

Compartilhe

Minha cachorrinha cruzou com um macho maior que ela! O que fazer? 16 de novembro de 2011

Nesse feriado, atendemos a Tequila uma fêmea de Pinscher que havia cruzado com um cão muito maior que ela (um Poodle). Ele iniciou o trabalho de parto havia mais de 10 horas sem o nascimento de nenhum filhote. Ela também não havia feito o pré natal e não sabia quantos filhotes eram nem o tamanho deles.

Quando ela chegou ao Hospital ela já não tinha mais contrações (atonia uteria) provavelmente devido ao longo tempo de contrações improdutivas. Infelizmente todos os filhotes já estavam sem batimentos cardíacos e nesse caso ela foi submetida a uma cirurgia para retirada dos fetos.

Ela já está bem e deve ir para casa ainda hoje.

É muito importante monitorar as gestações ( fazer o pré natal), principalmente quando apresentam riscos de partos distócicos (veja abaixo).

Rx de parto distócico
RX de parto Distócico

Quando cruzamos duas raças diferentes é muito importante avaliar essa possibilidade. Quando a fêmea é maior que o macho, a chance de ocorrer distocia pode ser menor, mas não impossível. Quando o macho é maior que a fêmea, o risco é muito maior. Por isso é importante evitar esses cruzamentos, principalmente entre raças de grupos diferentes.

Distocia significa parto difícil. Pode ser devido a uma série de causas, incluindo tamanho do feto, o tamanho pequeno da pelve, mau posicionamento do feto, atonia uterina, ou mesmo característicos de algumas raças, principalmente os braquicefálico. Nessas raças como o Bulldogs, Pug, e Boston Terriers têm uma maior incidência de distocia devido ao tamamho grande da cabeça e de ombro que acaba não passando na pelve da mãe. Muitos criadores destas raças têm os filhotes somente através da cesareana programada.

Distocia em Bulldogues
Distocia em Bulldogues

A distocia pode ser diagnosticada com base em observações realizadas pelo proprietário já no início do trabalho departo. Os mais comuns são:

– Mais de 30-60 minutos de fortes contrações sem nascimento do filhote;

– Ninhadas grandes , normalmente maiores que 6 filhotes (por isso é importante saber o número de fetos na gestação atraves do exame de rx no final da gestação);

– Ausência de contrações depois que a fêmea já iniciou os primeiros sinais de parto;

– Chorar muito ou lamber excessivamente a região durante o parto;

– Gestação maior que o previsto (60 a 65dias);

– Intervalo maior que 2 horas entre um filhotee outro.

– Contrações improdutivas;

O Hospital Veterinário Pet Care recomenda o serviço de Pré Natal a todas as fêmeas grávidas. Saber a da provável do parto, o número e tamanho dos filhotes são somente algumas das observações importantes para uma gestação tranquila e parto normal.

O agendamento da consulta obstétrica pode ser feito pelo telefone (11) 3743 2142.

 

Gostou do conteúdo?
Compartilhe

Leia também

Ibirapuera

11 3050-2273

11 95023-3626

Av. República do Líbano, 270 Ibirapuera - SP

Saiba maissaiba mais da unidade Ibirapuera

Morumbi

11 3740-2152

11 99451-6319

Avenida Giovanni Gronchi , 3001 Morumbi - SP

Saiba maissaiba mais da unidade Morumbi

Pacaembu

11 4305-9755

11 97450-1843

Av. Pacaembu, 1839 Pacaembu - SP

Saiba maissaiba mais da unidade Pacaembu

Tatuapé

11 3019-2300

11 99787-1305

Rua Serra do Japi, 965 Tatuapé - SP

Saiba maissaiba mais da unidade Tatuapé

Centro de Radioterapia

11 94394-6254

Rua João Avelino Pinho Mellão 321 - Morumbi - SP

Saiba maissaiba mais da unidade Centro de Radioterapia