Cuidados ao levar seu gato ao veterinário

Compartilhe

Cuidados ao levar seu gato ao veterinário 10 de outubro de 2013

Muitos veterinários tratam gatos como cães pequenos, mas hoje em dia sabemos que são duas espécies completamente diferentes. Apresentam comportamento diferente, tem necessidades distintas e doenças específicas. Até na hora de levar seu animal ao veterinário precisamos ter cuidados diferentes.

Existem também diferenças de proprietários dos cães e gatos. Os proprietários de gatos são mais interessados e também mais exigentes, pesquisam mais sobre a espécie e suas doenças. Apesar disto, levam menos o gato ao veterinário comparado a um proprietário de um cão, isto porque é um processo muito estressante para o felino e para o próprio proprietário.

O gato é um animal muito metódico e se estressa com muita facilidade. Qualquer mudança na rotina como a chegada de um novo animal, reforma, pessoas diferentes ou até uma ração diferente pode estressar um felino.

Como lidar então com um gato que é tirado do seu território, levado a um ambiente estranho, com cheiros diferentes, cães latindo e pessoas o manipulando, colhendo sangue, urina ou colocando um cateter?

Temos que passar segurança para o gato para que ele se sinta o menos ameaçado possível, para diminuir o seu nível de estresse.

Levando o gato ao veterinário:

– O proprietário deve estar calmo, o animal sente quando o seu dono está estressado.

– Acostume o gato a ser tocado nas patas, orelhas e boca.

– Deixe-o algumas horas sem comida antes de ir ao veterinário para que ele não vomite no carro.

– A caixa de transporte deve permitir que ele se mova. O ideal é que o topo da caixa possa ser retirado e também ter uma abertura frontal.

– Acostume o gato a entrar na caixa e ofereça recompensas, ela deve ficar aberta em casa, com uma toalha confortável, brinquedos, comida e água. O gato pode demorar semanas para se acostumar com a caixa e entrar espontaneamente; se ainda não estiver acostumado, leve a caixa para um quarto e feche a porta.

– Tente colocá-lo por cima da caixa de forma gentil.

– A caixa deve ser presa ao cinto de segurança no carro.

– A caixa pode ser coberta com uma toalha para evitar que o gato tenha estímulos visuais.

-Usar Feliway: é um produto sintético com a mesma ação do feromônio facial felino. O animal fica mais tranquilo. Usar 30 minutos antes de colocar o animal na caixa e no carro. É encontrado em casas de produtos veterinários.

Todos esses pontos são importantes para o gato ficar mais tranquilo e não estranhar tanto a ida ao veterinário, mas há cuidados a serem tomados na volta pra casa também:
Quando um gato vai ao veterinário, ele volta para casa com o cheiro da clínica.

O cheiro diferente é percebido pelos outros gatos da casa podendo estranhar o animal. Comumente ocorrem brigas por acharem que não é o animal do grupo.

Por isso, chegando em casa, deixe o gato dentro da caixa e observe como os outros reagem. Se estiver tudo bem, pode soltá-lo. Se não, coloque o animal em um quarto separado por no mínimo 24 horas para ganhar novamente o cheiro do grupo.

Use Feliway. Se tiver ainda problemas, na próxima consulta leve o outro gato para que ele também fique com o cheiro da clínica.

Gostou do conteúdo?
Compartilhe

Leia também

Ibirapuera

11 3050-2273

11 95023-3626

Av. República do Líbano, 270 Ibirapuera - SP

Saiba maissaiba mais da unidade Ibirapuera

Morumbi

11 3740-2152

11 99451-6319

Avenida Giovanni Gronchi , 3001 Morumbi - SP

Saiba maissaiba mais da unidade Morumbi

Pacaembu

11 4305-9755

11 97450-1843

Av. Pacaembu, 1839 Pacaembu - SP

Saiba maissaiba mais da unidade Pacaembu

Tatuapé

11 3019-2300

11 99787-1305

Rua Serra do Japi, 965 Tatuapé - SP

Saiba maissaiba mais da unidade Tatuapé

Centro de Radioterapia

11 94394-6254

Rua João Avelino Pinho Mellão 321 - Morumbi - SP

Saiba maissaiba mais da unidade Centro de Radioterapia