Uma das vacinas mais importante para os nossos cães hoje em dia, recebe o nome de V10. Essa vacina protege contra as principais doenças que afetam os cães domésticos e deve ser aplicada nos filhotes em 3 ou 4 doses seguidas com intervalo de 21 a 30 dias, já a partir de 45 dias de vida. Depois disso, deve ser aplicada uma vez por ano, para os animais adultos.

A V10, hoje, substitui a V8, também conhecida como Octopla, que substituiu a V6, conhecida como Sextupla, que é a mais antiga das vacinas conhecidas como Polivalente, ou seja, que protege contra várias doenças. Ainda existe no mercado a vacina conhecida como V8.

O 10 (dez) significa que essa vacina tem 10 antígenos vacinais de 10 diferentes vírus e baterias que causam as principais doenças em cães. Na verdade, essa vacina protege contra 7 doenças, que são as seguintes:

- Cinomose

- Parvovirose

- Coronavirose

- Adenovirose

- Parainfluenza

- Hepatite Infecciosa Canina

-4 tipos de Leptospirose, totalizando 10 diferentes tipos de antígenos, por isso se chama V10.

vantagem dessa vacina é que o animal recebe uma única agulhada para proteger contra várias doenças. Isso tudo poderia estar separado e o animal receberia uma agulhada por doença, mas, como se vê, isso poderia causar muito mais desconforto para o animal.

Além dessas vacinas, existem outras também muito conhecidas, como a Vacina Contra Gripe ou Tosse dos Canis e a Vacina de Giárdia, que esteve fora do mercado por alguns anos e que agora já voltou a ser aplicada novamente.

A outra vacina que deve ser aplicada obrigatoriamente todo ano é a Vacina Anti Rábica, que protege cães e gatos de uma doença fatal, a Raiva, que pode, inclusive, atingir as pessoas e levar a morte.

Além dessas vacinas, ainda temos a vacina contra Leishmaniose, que tem indicação somente para certas regiões do Brasil e de São Paulo.

Aqui no Pet Care, recomendamos a vacinação para todos os filhotes de cães e gatos em 3 ou 4 doses e depois o reforço anual.

Cada animal pode ter um esquema diferente de vacina, de acordo com os riscos que corre de pegar certas doenças. Aquele animal que vive em apartamento e não sai a rua tem um risco muito menor de pegar Leptospirose do que aquele que vive em casa com quintal ou frequenta sítios e fazendas.

O cão que vai ao litoral ou vive em área endêmica (interior de São Paulo, Nordeste e Centro Oeste do Brasil) tem um risco muito maior de pegar Leishmaniose, por exemplo.

o Gato que vive em quintal e que sai a rua tem um risco muito grande de pegar a Raiva de outros animais e mesmo de morcegos.

Somente o seu Médico Veterinário, avaliando o seu animal e o risco dele de pegar certas doenças, é que pode indicar quais vacinas ele deve receber e com que frequência.

A vacinação no Pet Care, pode ser agendada nas duas unidades pelos telefones 3740-2152 (Morumbi) ou 4305-9755 (Pacaembu).



Posts Relacionados:


  1. Reações vacinais em Cães e Gatos

  2. Vacinação de Filhotes de Cães

  3. Cão “amarelo”? Pode ser doença de rato: LEPTOSPIROSE.

  4. Diabetes Mellitus em Cães e Gatos: O que é isso?

  5. A Campanha de Vacinação Anti Rábica Voltou !!!