Se o seu cão ou gato tem pulgas, cuidado com a sua casa!

Cães, gatos e pulgas durante muitos anos estiveram sempre associados. Hoje em dia isso não é mais verdade pois já temos no mercado produtos eficazes no seu controle.

Mesmo assim a briga contra a pulga deve ser constante e a vigilância cerrada.

O primeiro passo é aceitar sim que a nossa casa por mais limpa que seja pode estar infestada de ovos, larvas e pupas (esses três invisíveis a olho nú) e muitas vezes de parasitas adultos (que seriam visíveis e facilmente identificados).

Aceitando isso, o tratamento pode ser mais fácil.

O ciclo da pulga:


As pulgas se proliferam com maior intensidade em ambientes mornos e úmidos e por isso a temporada de chuva e calor que predomina na primavera e verão é propícia para as infestações em cães e gatos. O principal alimento da pulga adulta é o sangue de várias espécies de mamíferos ( 95% dos hospedeiros) como cães, gatos, humanos e alguns mamíferos silvestres. As pulgas podem também parasitar algumas aves, mas é mais raro.(cerca de 5%). A saliva da pulga é irritante e alergênico o que causa os sinais de coceira a as possíveis respostas alérgicas (Dermatite Alérgica a Picada de Pulgas, conhecida como DAAP) em alguns animais e pessoas.

Elas têm quatro principais etapas do seu ciclo de vida: ovo, larva, pupa e adulto. O ciclo de vida total de pulgas pode variar de algumas semanas até vários meses, dependendo das condições ambientais. Se o ambinete for favorável o ciclo pode ser mais curto. Caso o ambiente não seja favorável quer pelas condições de temperatura e umidade quer pela presença de inseticidas o ovo pode permanecer vivo por meses esperando que essas condições desfavoráveis desapareçam e então que ele possa terminar seu ciclo.

As pulgas adultas preferem viver no animal e sua dieta consiste no sangue do animal hospedeiro. A pulga fêmea bem alimentada pode botar em média 50 ovos por dia totalizando por volta de 1500 ovos durante sua fase fértil que dura vários meses. Esses ovos ficam obrigatoriamente no ambiente até a sua eclosão. Temos ainda a fase larval e a de pupa (filhote de pulga), voltando então ao hospedeiro definitivo.

O ciclo de vida é bastante variável, como mencionado acima, podendo ser tão curto quanto duas semanas ou longo até dois anos. É por isso que é tão importante manter-se vigilante, mesmo quando o problema das pulgas parece estar sob controle.


Pulga se Alimentando

Por todos esses motivos o controle de pulgas requer conhecimento do ciclo da pulga e na associação de medicamentos e manejo ambiental.

Veja aqui os principais cuidados no controle das pulgas:

- Manter o animal tosado principalmente no verão – facilita a possível identificação e visualização do parasita.

- Manter o ambiente limpo e arejado. Devemos evitar ambientes com tapetes, carpetes ou pisos de madeiras com frestas (onde os ovos encontram ambientes mais que favoráveis)

- Evitar passeios em locais sabidamente usados por muito cães e evitar contato com cães de origem desconhecida.

- Manter uma frequência maior de banho no verão.

- Usar preventivos regularmente. Normalmente a cada 3 a 4 semanas.

- Usar preventivos em todos animais da casa. Mesmo aqueles que não saem a rua.

- Em caso de infestações de pulgas nos animais devemos dedetizar o ambiente.

Quais os tipos de produtos disponíveis no mercado?

Todos os produtos disponíveis no mercado devem ser usados somente mediante prescrição e orientação do Médico Veterinário, baseado na idade, peso, pelagem, raça e estado de saúde do animal.

- Comprimidos ofertados via oral ao cão e gato que interferem no cilco da pulga (impede a eclosão dos ovos). Nao vai exterminar as pulgas adultas, mas a longo prazo interrompe o ciclo diminuindo a população de pulgas desde que o animal não se reinfeste na rua. Normalmente é usado junto com outro produto adulticida Tem efeito residual de 3 a 4 semanas. Exameplo: Program®

- Comprimido ofertado via oral ao cão e gato que mata os adultos que estão no animal em questão de horas. Não mata os ovos e assim também deve ser usado junto com outros produtos.Tem efeito residual de 24 horas. Exemplo: Capstar®

- Pipetas colocadas na nuca do animal entrando em contato com a pele. O produto é absorvido pela pele e se distribui via sanguinea por todo o corpo do animal. Assim toda pulga que for se alimentar do sangue desse animal acaba morrendo. Tem efeito residual de 3 a 4 semanas. Exemplo: Revolution®, Practic®

- Pipetas colocadas na nuca que não são absolvirdos pelo sangue, mas se distribuem pelas gordura cutânea e matam a pulga adulta. Tem efeito residual de 3 a 4 semanas. Exemplo: Frontline®, Promeris®,

- Spray antipulga. Borrifado sobre o pelo do animal, penetrando na gordura cutânea matando a pulga adulta. Tem efeito residual de 3 a 4 semanas. Exemplo: Frontline Spray®3

- Coleiras, talcos, xampus e algumas pipetas antipulgas são considerados inseticidas, tem eficácia reduzida dependedo da pelagem e quantidade usada, eliminando os parasitas adultos. Tem maior risco de intoxicação para os cães e gatos.®

O Hospital Veterinário Pet Care através do pronto atendimento ou do atendimento dermatológico pode oferecer ao seu animal de estimação um eficaz controle das pulgas e das doenças decorrentes do seu parasitismo. Caso tenha interesse pode agendar uma consulta pelo telefone   11 3743 2142.

 



Posts Relacionados:


  1. Entendendo o ciclo da pulga

  2. Cuidados com cães e gatos em casa

  3. Diarréia crônica em filhotes de cães e gatos: Pode ser Giárdia?