Nenhuma época do ano é tão perigosa para os cães quanto a Páscoa. O chocolate é a paixão de muita gente e também pode ser o objeto de desejo de muitos cães. O que eles não sabem, e muita gente também não, é que o chocolate é altamente tóxico para os cães, podendo inclusive matá-los.

Nessa época do ano, a presença de um chocolate esquecido sobre a mesa ou mesmo alguns pedaços oferecidos ingenuamente aos cães podem intoxicá-los. O chocolate é altamente palatável e muito atraente aos cães, porém alguns de seus componentes como a metilxantina (teobromina e cafeína) podem intoxicá-los. Além disso, os seus componentes lipídicos podem causar diarreia e vômitos mesmo se a quantidade de teobromina for pequena.

A quantidade de teobromina varia de acordo com o tipo de chocolate. Quanto mais gordura possuir, menor será o teor de teobromina, como por exemplo, os chocolates brancos, que não oferecem TANTO risco de intoxicação para os cães.

Quanto mais escuro, “puro e concentrado”, for o chocolate, mais teobromina possui e consequentemente maior o risco de intoxicação. Assim sendo, o chocolate amargo, utilizado em confeitarias para fazer doces é o que oferece maior risco de intoxicação, pois possui em torno de 1,35% de teobromina. No chocolate branco esse teor gira em torno de 0,005%.

A dose tóxica de teobromina para cães é em torno de 100-150 mg por kg de peso e a dose letal situa-se entre 250-500 mg por kg de peso.

Para se ter uma ideia da quantidade de teobromina nos diferentes chocolates veja abaixo:

- Semente de cacau: 300 a 1500 mg de teobromina em cada 30 gramas.

- Chocolate líquido bruto (industrial): 390 a 450 mg em cada 30 gramas.

- Chocolate escuro (amargo): 135 mg em cada 30 gramas.

- Chocolate ao leite: 44 a 66 mg em cada 30 gramas.

- Chocolate branco: 0,25 mg em cada 30 gramas.

- Chocolate de confeiteiro em pó: 400 a 737 mg em cada 30 gramas.

Como a quantidade de teobromina varia de acordo com o tipo de chocolate, a intoxicação vai depender da quantidade ingerida.

A grande maioria dos chocolates da páscoa são chocolates ao leite (30%) e mesmo chocolate branco e, assim, a quantidade de chocolate para causar uma intoxicação pode ser muito grande para cães maiores. O perigo acaba sendo os cães menores ou quando há presença de chocolate escuro (60 a 80%).

Quando a quantidade de teobromina for baixa, o perigo acaba sendo as gorduras que levará certamente a um quadro de vômito e diarreia.

Veja abaixo a quantidade necessária dos diferentes chocolates para causar intoxicação nos diferentes pesos dos animais.

PESO DO CÃO 100 MG DE CHOCOLATE BRANCO (0,8 MG DE TEOBROMINA) 100 MG DE CHOCOLATE AO LEITE (200 MG DE TEOBROMINA) 100 MG DE CHOCOLATE ESCURO (450 MG DE TEOBROMINA)
2,0 KG 25 KG 100 MG 44 MG
5,0 KG 62,5 KG 250 MG 111 MG
10 KG 125 KG 500 MG 222 MG
15 KG 187,5 KG 750 MG 333 MG
30 KG 375 KG 1500 MG 666 MG

Assim, muito cuidado com o “espertinho” do seu cão que vai querer experimentar o seu chocolate de páscoa. Caso tenha interesse existem alguns chocolates para cachorros disponíveis em Pet Shops. Ainda assim não vai exagerar, pois mesmo esse chocolate, se em excesso, pode causar vômitos e diarreia.

Feliz Páscoa!



Posts Relacionados:


  1. PERIGO na Páscoa: CHOCOLATE Pode Intoxicar Seu Cão…

  2. Intoxicação por Chocolate em Cães

  3. Ovos de Chocolate para Cachorros

  4. Perigo: Collie, Border Collie, Pastor de Shetheland e a Ivermectina

  5. Perigo Silencioso…. Atropelamento e Politraumatismo