A Campanha de Vacinação Anti Rábica Voltou !!!

Compartilhe

A Campanha de Vacinação Anti Rábica Voltou !!! 21 de maio de 2012

Hoje, depois de praticamente 2 anos ausente, voltou a CAMPANHA DE VACINAÇÃO ANTI RÁBICA gratuita.

O controle da doença que é UMA ZOONOZE fatal, depende muito da vacinação em massa de todos os cães e gatos. Infelizmente nem toda população tem acesso a vacinação em Clínicas Veterinárias e depende das campanhas municipais.

O ano passado depois de muito anos sem nenhum caso de raiva animal no Município de São Paulo, foi diagnosticado um caso de raiva em um gato domiciliado na região próxima ao Parque do Ibirapuera. Isso mostra o quanto estamos vulneráveis a doença. A grande preocupação hoje em dia é a presença do vírus em morcegos frugívoros colocando em risco principalmente os nossos gatos que acidentalmente ou por curiosidade podem tentar caçar esses morcegos. Mesmo gatos de apartamentos correm risco em relação a isso.

PRINCIPAIS DÚVIDAS EM RELAÇÃO A VACINAÇÃO DE CÃES E GATOS:

O animal deve ser vacinado anualmente? O que mudou?

Os protocolos de vacinação devem ser adaptáveis a realidade do local ondem vivem os animais, respeitando a legislação vigente. Hoje em dia sabemos que a Vacinação contra raiva é obrigatória, que certas vacinas protegem por mais tempo do que pensávamos e de que as campanhas de vacinação em massa são fundamentais para o controle da doença e sua erradicação, mesmo sabendo que a vacinação não é um processo tão inofensivo, podendo inclusive causar reações em alguns animais, como as que ocorreram na campanha de vacinação da prefeitura há 2 anos atras.

Como eu sei então quais vacinas meu animal precisa?

Temos 2 grupos de vacinas:

As OBRIGATÓRIAS, que são vacinas que devemos aplicar anualmente em cães e gatos, ou por que a legislação obriga, caso da Raiva, ou por que ainda representa um grande risco a saúde do animal e das pessoas como, cinomose, parvovirose e leptospirose.

As NÃO OBRIGATÓRIAS, sendo estas opcionais. Somente se o animal estiver exposto potencialmente ao agente infeccioso, representando risco de desenvolver a doença. Normalmente são doenças que tem tratamento.

Algumas vacinas conhecidas como polivalentes (V8 ou V10) já vem com uma série de antígenos englobando tanto vacinas consideradas “obrigatórias” como “não obrigatórias”.

O seu médico veterinário é quem vai indicar quais as vacinas o seu cão ou gato deve receber e com que frequência.

Posso vacinar meu animal eu mesmo?

As pessoas que pensam desta maneira deveriam desconsiderar a possibilidade de vacinar. Vacinar não é simplesmente aplicar uma “injeção” e vacina não é apenas “um remédio”. Existem vacinas de diversas qualidades, ou seja, que algumas não produzem o efeito desejado ou mesmo podem causar reações adversas.

Vacinas podem não estar bem conservadas e assim perdem o efeito de produzir anticorpos.

Vacinas devem ser aplicadas por uma pessoa treinada e para isto nada mais indicado que um Médico Veterinário.

Somente uma vacina de boa qualidade, bem conservada e aplicada corretamente irá imunizar o animal. Por isso o animal deve ser avaliado pelo Médico Veterinário, pois a resposta adequada ao estímulo vacinal depende da competência imunológica do animal e se ele estiver doente ou imunocomprometido a resposta vacinal pode não ser a desejada.

Qual a frequência de vacinação para o meu animal?

Filhotes devem ter um esquema de vacinação que o veterinário irá recomendar mensalmente a partir dos 45 dias de idade. Esta vacinação é de extrema importância, desde que o animal apresente-se sadio, sem parasitas intestinais e sem nenhuma doença concomitante ou mesmo sofrendo algum estresse (exemplo: acabar de ser adquirido e estar no seu novo lar a menos que 5 dias).

Nos EUA e em outros países já existem esquemas de vacinação contra Raiva a cada 3 anos, assim como na Europa e Japão. No Brasil, infelizmente essa não é a nossa realidade e por isso, a recomendação é que todos os cão e gatos sejam vacinados anualmente.

No caso de outras vacinas o veterinário deverá analisar cada caso e recomendar um protocolo de vacinação adequado.

Além da vacinação anual contra raiva, nós recomendamos a vacinação contra Cinomose, Hepatite, Parvovirose e Leptospirose anualmente para cães até 10 anos de idade e depois reavaliamos cada caso. No caso dos gatos recomendamos a vacinação contra Panleucopenia,Rinotraqueite, Calicivirus e Herpesvirus anualmente também para gatos até 10 anos de idade e depois reavaliaremos cada caso. Tudo vai depender do status de saúde de cada animal e grau de exposição a doença.

Quais os problemas que podem ocorrer com a vacinação de cães e gatos?

O problema e mais grave em relação a vacinação é o animal ter uma reação alérgica à vacina, apesar de ser extremamente raro. Por isto devemos vacinar o animal preferencialmente durante o dia para em caso de reação vacinal não passarmos a noite acordado em um veterinário de plantão. É um problema que pode ser fatal se não tratado rapidamente. Outras possibilidades é dor local, febre passageira e formação de nódulo reacional no local da aplicação.

Para aqueles animais que tiveram reação alérgica a vacina, o veterinário deverá reavaliar se irá vaciná-lo novamente e se for, deve receber medicamentos que diminuam a possibilidade de desenvolver nova reação.

Dor no local da aplicação: Acontece em alguns filhotes nas primeiras vacinas e muito comum na vacinação contra Leishmaniose.

Sarcoma vacinal (câncer) secundário a aplicação de algumas vacinas. O mais frequente é em gatos e sabemos que todas as vacinas podem potencialmente causar o problema (1 a cada 10.000 gatos) e mesmo até em cães (sendo estes casos muito raros).

Anemia Hemolitica Imunomediada: existem trabalhos que comprovam este tipo de doença após o animal ser vacinado. Se por acaso um animal apresentar esta doença, geralmente secundária a doença anterior provocada por picada de carrapato ou de natureza autoimune recomendamos que este animal não seja mais vacinado.

Deixamos claro aqui que como os casos acima descritos são raros, o que recomendamos é a vacinação anual contra as doenças acima descritas desde que não apresente nenhum dos sintomas acima.

 

Gostou do conteúdo?
Compartilhe

Leia também

Ibirapuera

11 3050-2273

11 95023-3626

Av. República do Líbano, 270 Ibirapuera - SP

Saiba maissaiba mais da unidade Ibirapuera

Morumbi

11 3740-2152

11 99451-6319

Avenida Giovanni Gronchi , 3001 Morumbi - SP

Saiba maissaiba mais da unidade Morumbi

Pacaembu

11 4305-9755

11 97450-1843

Av. Pacaembu, 1839 Pacaembu - SP

Saiba maissaiba mais da unidade Pacaembu

Tatuapé

11 3019-2300

11 99787-1305

Rua Serra do Japi, 965 Tatuapé - SP

Saiba maissaiba mais da unidade Tatuapé

Centro de Radioterapia

11 94394-6254

Rua João Avelino Pinho Mellão 321 - Morumbi - SP

Saiba maissaiba mais da unidade Centro de Radioterapia