Home / CÃES E GATOS / Psicólogo de animais: quando meu cão ou gato precisa de terapia?

Psicólogo de animais: quando meu cão ou gato precisa de terapia?

06 / ago / 2020

Muitos tutores começam a observar comportamentos estranhos em seus animais e ficam pensado: será que preciso levar meu cão ou gato ao psicólogo?

Assim, como os humanos, os animais podem desenvolver problemas comportamentais, tais como agressividade, obsessão, estresse, entre outros. Uma das formas de lidar com essas questões é por meio da terapia comportamental.

Quando é a hora de procurar um especialista em comportamento animal que muitos chamam de psicólogo para cães e gatos? É preciso procurar esse especialista quando o pet começa a ter comportamentos e sintomas como esses listados abaixo:

Sintomas em gatos

  • Queda de pelo excessiva
  • Lambida excessiva
  • Briga entre animais
  • Xixi ou cocô no lugar errado
  • Arranhar locais indevidos

Sintomas em cães

  • Síndrome de ansiedade por separação
  • Agressividade
  • Coprofagia (comer cocô)
  • Puxar no passeio
  • Pulos
  • Latidos excessivos

Como funciona a terapia em cães e gatos

A terapia comportamental tem três bases: modulação comportamental, manejo ambiental e feromonioterapia ou psicofármacos.

Para trabalhar qualquer comportamento, é necessário entender a motivação dele. Por isso, todo atendimento deve iniciar com uma consulta comportamental para cães e gatos para avaliar o animal e a sua interação com a família. Após a consulta, é importante fazer acompanhamentos para observar a evolução do tratamento.

Para filhotes ainda em fase de vacinação é indicado passar pelo atendimento online. Será uma aula e tira-dúvidas sobre os temas mais recorrentes para os tutores de bebês.

Após a vacinação, os filhotes são convidados a participar da puppy class. Um ambiente preparado para receber os cães e seus tutores, para socializar e a aprender como se comunicar com outros animais e seus tutores.

Para os tutores de cães, que buscam mais conhecimento para oferecer maior qualidade de vida e alegria para seus peludos, o indicado é o curso prático e teórico com o objetivo de entender o comportamento dos cachorros, desde o seu processo de domesticação, até a prevenção de problemas na terceira idade.

Benefícios da bichoterapia

  • Melhorar a comunicação entre humanos e animais
  • Compreensão dos comportamentos naturais
  • Diminuição do estresse
  • Melhora do comportamento
  • Aumento de foco
  • Indicação de brinquedos específico para cada indivíduo
  • Aumento de interações saudáveis, que agradem animal e humano
  • Proporcionar momentos mais calmos ao animal
  • Aumento do foco

Todas as unidades Pet Care oferecem consulta com especialista em comportamento animal.

Pin It on Pinterest