Home / CÃES / Casos Clínicos / Espirro reverso em cães

Espirro reverso em cães

14 / mar / 2014

Talvez você nunca tenha ouvido falar, pois não é um quadro comum, mas é muito assustador. É mais frequente em cães do que em gatos. Quase sempre o proprietário vem correndo para o atendimento por pensar se tratar de um quadro gravíssimo e que o animal vai morrer. Algumas vezes pode ser confundido com quando de colapso de traquéia.

Este quadro também pode ser chamado de espirro invertido ou aspiração reflexa. É um mecanismo natural para que o cão realize a retirada de secreção ou para aliviar quando há irritação da garganta.

Não há predisposição quanto à idade, raça ou sexo. Nas causas mais observadas podemos citar: secreção nasal excessiva por diversos motivos, corpo estranho inalado (sementes, pedaços de planta, pedaços pequenos de plástico), alergia, alguns tumores, parasitas, inalação de produtos irritantes (como produtos de limpeza, perfumes, poeira, tinta) etc.

Durante o quadro, que ocorre na forma de crise, o cão fecha a boca, afasta os braços, estica o pescoço, cerra bem os olhos ou fica com eles arregalados e produz um barulho semelhante a um ronco bastante alto que parece um engasgo e acaba quando faz movimento de engolir. Se fecharmos as narinas e massagearmos o pescoço gentilmente por alguns segundos o quadro para.

Se for persistente, alguns exames serão solicitados e o tratamento deve ser direcionado para a doença diagnosticada. Ouso de alguns descongestionantes nasais podem ajudar quando não há causa específica.

Pin It on Pinterest