Você sabe usar o “NÃO” para seu cachorro?

Compartilhe

Você sabe usar o 30 de julho de 2012

Muitas vezes precisamos repreender certos comportamentos de nossos cães. Quantas vezes você já não tentou ensinar seu cãozinho que ele não pode fazer “isso” ou “aquilo”, mas parece que ele nunca aprende? Quantos chinelos mordidos, roupas rasgadas, xixi no lugar errado você já tentou evitar e não conseguiu?

Essa dificuldade ocorre muitas vezes pelo uso inadequado da repreensão, ou seja, de como usamos a palavra NÃO para nossos pets. Deve-se usar o “não” para repreender comportamentos indesejados. No entanto, fazer esta repreensão de forma errada pode até piorar as atitudes inadequadas.

Não adianta dizer “não” no meio de frases longas do tipo:

– Não pega isso

– Não faça isso com meu chinelo

– Não entre neste quarto

Desta maneira, o cão não consegue entender sua mensagem e não saberá por que está levando bronca.

Sendo assim, os proprietários precisam a usar o “não” de maneira que o cão entenda que aquilo que ele ia fazer de errado, não poderá mais fazer. O momento ideal de usar a repreensão seria imediatamente antes do cão fazer sua “arte”.

Se você observar que seu cão vai pegar o chinelo, este é o momento de dizer “não”. Se você observar que seu cachorro vai mexer no lixo, quando ele chegar bem perto é o momento de dizer “não”.

A repreensão durante o comportamento inadequado pode não ajudar em nada. Por exemplo: dizer “não” enquanto seu cão está comendo aquilo que não devia pode fazer com que ele associe a sua bronca com o prazer em que está sentindo em comer aquilo. Dessa maneira a repreensão não surtirá efeito.

Também é inútil repreender alguma atitude do seu cão depois que ele já fez a coisa errada. Mesmo minutos depois (ou até segundos!) ele pode ter se esquecido do que fez e não entenderá o motivo da repreensão.

Outro erro comum é tentar repreender o cão dizendo “não” junto com violência: palmadas, vassouradas, chacoalhões… Essas atitudes podem deixar o seu cachorro mais agressivo ou medroso demais e sua relação com ele ficará mais difícil.

A maneira correta de dizer “não” é de forma enérgica, em voz alta: “NÃO!”. Simples e direto.

Um reforço que pode ajudar é associar a palavra “não” a algum barulho como um chocoalho, um estalo, um apito. Mas um barulho rápido, sempre no momento certo e sem assustar demais o seu animal.

Também não adianta fazer essa repreensão e ficar com dó em seguida, enchendo-o de carinho imediatamente depois. Guarde os momentos de elogio e reforço positivo para os momentos que seu pet mereça, isto é, quando urinar no lugar correto, quando não entrar num lugar indesejado etc.

O reforço positivo pode ser feito também com o oferecimento de algum petisco, mas sem exageros na quantidade, pois não queremos animais obedientes, porém obesos.

Essas dicas são simples e fáceis de executar, porém podem ser muito úteis para que você consiga educar seu animal de estimação e possa ter uma convivência sem estresse com estes nossos companheiros.

Gostou do conteúdo?
Compartilhe

Leia também

Ibirapuera

11 3050-2273

11 95023-3626

Av. República do Líbano, 270 Ibirapuera - SP

Saiba maissaiba mais da unidade Ibirapuera

Morumbi

11 3740-2152

11 99451-6319

Avenida Giovanni Gronchi , 3001 Morumbi - SP

Saiba maissaiba mais da unidade Morumbi

Pacaembu

11 4305-9755

11 97450-1843

Av. Pacaembu, 1839 Pacaembu - SP

Saiba maissaiba mais da unidade Pacaembu

Tatuapé

11 3019-2300

11 99787-1305

Rua Serra do Japi, 965 Tatuapé - SP

Saiba maissaiba mais da unidade Tatuapé

Centro de Radioterapia

11 94394-6254

Rua João Avelino Pinho Mellão 321 - Morumbi - SP

Saiba maissaiba mais da unidade Centro de Radioterapia