Gestação em cadelas

Compartilhe

Gestação em cadelas 27 de janeiro de 2016

Chegou ao atendimento do Pet Care uma cachorra de 1 ano e meio da raça Lhasa Apso. Segundo a tutora, o animal estava prenhe de 57 dias após ter cruzado com outro cão da mesma raça. Tinha queixa de o animal ter passado a noite agitada, não quis comer e teve alguns episódios de vômitos. A cadela não havia feito nenhum exame para confirmar a gestação e do número dos fetos (exames pré-natal).

Ela realmente estava prenhe, tinha aumento abdominal e foi confirmada a gestação pelo Ultrassom. Neste exame podemos observar que os fetos estavam vivos e apresentavam batimento cardíaco já diminuindo, concluindo que provavelmente ela já estaria entrando em trabalho de parto. Também foi realizado Raio-X para quantificar os fetos e, neste caso, ela tinha 5 filhotes (figura 1).

A gestação em cadelas geralmente tem duração de 9 semanas (63 dias), mas pode variar de 58 a 68 dias. Em cadelas não existe exame de sangue específico para diagnosticar uma gestação. A prenhez pode ser confirmada pela palpação abdominal, Ultrassom a partir de 24 a 28 dias após o acasalamento ou Raio-X a partir dos 45 dias de gestação.

Quando uma cadela está gestante, o peso e as necessidades calóricas aumentam de forma constante, com isso indicamos realizar a troca da ração do animal para ração de filhotes, pois essas são mais calóricas.

Gestação em cadela Pet Care

Figura 1: RX dos 5 fetos

O parto é dividido em três estágios:

– Estágio 1: o animal começa a fazer ninho, fica inquieto, mais ofegante, pode apresentar tremores e parar de comer. Nesse estágio, a cadela ainda não apresenta contrações uterinas e a fase pode durar de 13 a 24 horas, com média de 12 horas.

– Estágio 2: começo das contrações uterinas (contrações abdominais), liberação de fluidos gestacionais pela vulva e parição de um filhote. O estágio 2  pode durar de 3 a 6 horas, dependendo da cadela e do número de filhotes, podendo durar até 12 horas. O intervalo entre nascimentos entre os fetos não pode passar de 2 a 3 horas.

– Estágio 3: a placenta é expelida após o nascimento de cada feto, a fêmea começa a limpar o filhote rompendo o cordão umbilical e alimentando-se da placenta. A limpeza do filhote é um comportamento maternal importante, necessário para criação de elos entre a mãe e sua cria. Se a mãe não realizar a limpeza, o tutor do animal deve fazê-lo.

Caso o animal apresente qualquer dificuldade em uma dessas fases, o médico veterinário deve ser procurado rapidamente para avaliação do animal e para verificar se este já está em distocia (dificuldade no parto). Alguns animais que apresentam distocia devem ser encaminhados para realização de cesariana de emergência. Nestes casos, a cirurgia deve ser realizada o quanto antes para salvar os filhotes e a mãe.

No caso do animal citado no atendimento, ela foi liberada para parto em casa, pois já estava no estágio 2 do parto. Os animais nasceram todos e hoje estão sob os cuidados da nova mamãe.

Gostou do conteúdo?
Compartilhe

Leia também

Ibirapuera

11 3050-2273

11 95023-3626

Av. República do Líbano, 270 Ibirapuera - SP

Saiba maissaiba mais da unidade Ibirapuera

Morumbi

11 3740-2152

11 99451-6319

Avenida Giovanni Gronchi , 3001 Morumbi - SP

Saiba maissaiba mais da unidade Morumbi

Pacaembu

11 4305-9755

11 97450-1843

Av. Pacaembu, 1839 Pacaembu - SP

Saiba maissaiba mais da unidade Pacaembu

Tatuapé

11 3019-2300

11 99787-1305

Rua Serra do Japi, 965 Tatuapé - SP

Saiba maissaiba mais da unidade Tatuapé

Centro de Radioterapia

11 94394-6254

Rua João Avelino Pinho Mellão 321 - Morumbi - SP

Saiba maissaiba mais da unidade Centro de Radioterapia