Convulsões em cães na época da Copa

Compartilhe

Convulsões em cães na época da Copa 16 de junho de 2014

Estamos em plena Copa do Mundo e também na época das festas juninas. Alguns de nossos amigos cães ficam desesperados em meses assim.

A audição do cão é o seu segundo sentido mais desenvolvido, depois do olfato. Ele consegue escutar sons quatro vezes mais distantes do que ouvimos e, principalmente, os sons agudos. Por isso, é muito comum que ele perceba sons de fogos de artifícios ou trovões que ainda nem escutamos ou que passam despercebidos aos nossos ouvidos.

Independente da raça ou da idade, praticamente todos eles não gostam e tem grande desconforto com os sons de fogos de artifício e trovões de chuvas. Muitos ficam desesperados nessas horas, podendo causar acidentes como fugir desesperadamente, se jogar em portas de vidro, tentar se esconder debaixo de móveis, iniciar brigas com outros cães etc.

A nossa primeira reação ao perceber que nosso amigo tem medo é abraçá-lo e protegê-lo, mas isso é tudo que você não deve fazer. Ao fazer isso você está reforçando o medo e dizendo que você pode protegê-lo e, assim, toda vez que isso acontecer (barulhos de fogos ou simplesmente trovões), ele vai querer ficar com você, na sua cama ou no seu colo. Isso pode causar sérios acidentes e muito desespero para ele quando ficar sozinho em casa, longe da sua segurança.

O que devemos fazer é distrai-lo e mostrar que o barulho não vai fazer nada com ele. Ligar o som ou televisão e iniciar brincadeiras podem ajudar a distraí-lo e fazer com que esqueça o barulho. Com o tempo, ele deve se acostumar com isso por mais desagradável que seja esse som aos seus ouvidos.

Se você tem um filhote, fica mais fácil controlar essas fobias através dos ensinamentos acima. Em cães mais velhos e já adultos, fica mais difícil e você pode precisar de ajuda profissional e, às vezes, uso de medicamentos para treiná-lo e diminuir esses sinais.

Cuidados especiais devem ser tomados caso o seu animal seja epilético (apresenta convulsões e toma remédios para controlar o problema).

Cadela Mel, epilética, atendida na Unidade Morumbi

No último dia 12, na abertura da Copa do Mundo, muitos rojões pipocaram por todo o país, isso seria inevitável…

Atendemos na Unidade Morumbi, a cadela Mel, uma Shar-Pei epilética que é bem controlada pelos seus donos com o uso correto de medicamentos. A Mel começou a ficar agitada logo na abertura da Copa, por volta das 16:00hs, correndo desorientada e assustada com os estouros dos rojões. Até que à meia-noite apresentou uma convulsão generalizada e foi trazida ao Hospital.

Prontamente atendida, foi medicada com anticonvulsivantes e apresentou uma rápida melhora. Nesses casos, mantemos o animal internado por pelo menos 24 horas para garantir que o problema não se repita.

Se o seu animal é epilético, converse com o seu Médico Veterinário sobre dicas para evitar crises de convulsão, mas caso isso venha a acontecer, você deve procurar atendimento imediatamente. Se você tiver alguma dúvida, entre em contato com seu Médico Veterinário imediatamente ou com o Pet Care Hospital 24 horas.

Mel, a Shar-Pei epilética que apresentou uma convulsão após os rojões da abertura da Copa do Mundo, já está recuperada!

Gostou do conteúdo?
Compartilhe

Leia também

Ibirapuera

11 3050-2273

11 95023-3626

Av. República do Líbano, 270 Ibirapuera - SP

Saiba maissaiba mais da unidade Ibirapuera

Morumbi

11 3740-2152

11 99451-6319

Avenida Giovanni Gronchi , 3001 Morumbi - SP

Saiba maissaiba mais da unidade Morumbi

Pacaembu

11 4305-9755

11 97450-1843

Av. Pacaembu, 1839 Pacaembu - SP

Saiba maissaiba mais da unidade Pacaembu

Tatuapé

11 3019-2300

11 99787-1305

Rua Serra do Japi, 965 Tatuapé - SP

Saiba maissaiba mais da unidade Tatuapé

Centro de Radioterapia

11 94394-6254

Rua João Avelino Pinho Mellão 321 - Morumbi - SP

Saiba maissaiba mais da unidade Centro de Radioterapia