Como meu bichinho se alimenta quando está internado?

Compartilhe

Como meu bichinho se alimenta quando está internado? 02 de dezembro de 2011

Na maioria das vezes, quando os cães e gatos são internados, eles não estão se alimentando ou se alimentam pouco. O fato de estar longe da família e estranhar o ambiente pode diminuir a vontade deles de comer… Mas a internação é muitas vezes necessária para cuidarmos com carinho daqueles que tanto amamos!

A Pintinha (foto) é um cocker diabético que faz suas refeições com hora marcada. Pintinha receberá peito de frango.

Nesses casos, assim que o animalzinho melhora, ele é liberado para voltar para casa. No seu período de internação, oferecemos uma comidinha mais leve e gostosa, como franguinho cozido, papinhas e rações pastosas e úmidas. Essa alimentação é fornecida no mínimo 3 vezes por dia, de acordo com o quadro de cada um.

A quantidade também é calculada para cada um de acordo com sua doença e peso. Se o seu animalzinho for filhote ou estiver muito tempo sem comer, a alimentação é fornecida mais vezes, em menores quantidades. Os bichinhos são acompanhados através do peso (são pesados todos os dias), taxa de glicose no sangue, taxa de proteína no sangue e vários outros fatores.

Há também casos que a dieta tem que ser adequada à doença do animal, como diabetes, doenças no fígado e nos rins. Nesses casos podemos preparar ou utilizar rações prontas. Alguns cães e gatos também precisam ficar um tempo de jejum, como quando vomitam ou após uma cirurgia no estômago ou intestino, e tudo isso é monitorado.

Porém, infelizmente, alguns animais não comem devido à doença. Isso é muito ruim, pois compromete ainda mais, levando a desnutrição, queda de imunidade e vários outros problemas que agravam o quadro e atrapalham a recuperação.

Nesses casos, podemos utilizar algumas outras formas de alimentá-los, o que ajuda muito! Podemos utilizar sondas e dieta líquida, fornecendo a quantidade exata com o uso de bombas que calculam certinho (microenteral ou enteral). Os tipos de sonda são:

Nasogástrica (uma sonda fininha que vai do nariz até o estômago)

Esofágica (colocada no pescoço até o esôfago)

Gástricas (colocadas diretamente no estômago)

Dependendo do caso ainda podemos utilizar alimentos que são fornecidos como um soro, diretamente na veia (parenteral).

De uma forma ou de outra os cães e gatos internados em nosso hospital recebem a dieta ideal para uma recuperação mais rápida e voltar logo para suas famílias!

Gostou do conteúdo?
Compartilhe

Leia também

Ibirapuera

11 3050-2273

11 95023-3626

Av. República do Líbano, 270 Ibirapuera - SP

Saiba maissaiba mais da unidade Ibirapuera

Morumbi

11 3740-2152

11 99451-6319

Avenida Giovanni Gronchi , 3001 Morumbi - SP

Saiba maissaiba mais da unidade Morumbi

Pacaembu

11 4305-9755

11 97450-1843

Av. Pacaembu, 1839 Pacaembu - SP

Saiba maissaiba mais da unidade Pacaembu

Tatuapé

11 3019-2300

11 99787-1305

Rua Serra do Japi, 965 Tatuapé - SP

Saiba maissaiba mais da unidade Tatuapé

Centro de Radioterapia

11 94394-6254

Rua João Avelino Pinho Mellão 321 - Morumbi - SP

Saiba maissaiba mais da unidade Centro de Radioterapia