Como funciona o olfato dos cães?

Compartilhe

Como funciona o olfato dos cães? 26 de agosto de 2014

Será que o seu cão gosta do perfume que você usa? E o desinfetante que passa em casa e deixa aquele cheirinho de limpeza que é agradável ao nosso nariz?

Muitas vezes percebemos nossos cães espirrando ou esfregando o nariz no chão como se estivessem incomodados. E eles realmente podem estar! Cheiros que podem ser agradáveis e discretos, podem ser muito irritantes e desagradáveis para aqueles que “cheiram” milhares de vezes mais que nós.

O cão tem o sistema olfativo milhares de vezes melhor do que um dos seres humanos. O nariz de um cão tem duzentos milhões de receptores olfativos nasais. Cada receptor detecta e identifica as moléculas de odor (cheiros) que estão constantemente voando pelo ar e impregnado em objetos.

De todos os 5 sentidos de um cão (olfato, audição, visão paladar e tato), o olfato é o mais desenvolvido. Os cães têm cerca de 25 vezes mais receptores olfativos do que os seres humanos. Os cães podem sentir odores em concentrações quase 100 milhões de vezes menor do que os seres humanos podendo detectar uma gota de sangue em cinco litros de água!

Espirros, incômodo e o ato de esfregar o nariz no chão podem ser sinais de perfumes desagradáveis ou irritantes para o seu cão. Assim desinfetantes, cheiros de tintas e solventes, vernizes e mesmo aquele inocente perfume colocado depois do banho também podem irritar o cão levando até a quadros de náusea e vômitos.

Cheirar a calçada em um simples passeio vai trazer uma riqueza de informações para o seu cão, como quem é o cão que passou há pouco tempo por lá, se tem alguma cadela no cio, ou mesmo sentir o cheiro de bacon de um sanduíche que caiu no local há mais de uma semana.

Quando um cão respira normalmente, o ar não passa diretamente sobre os receptores do olfato. Mas quando o cão quer cheirar, o ar percorre todo o caminho para os receptores do olfato, fazendo dele uma verdadeira máquina de identificação e de interpretação de sinais olfativos.

Cães de rua e lobos selvagens dependem do olfato para encontrar alimento e mesmo para a caça. Eles também usam o olfato para decodificar mensagens deixadas por outros animais: amigo ou inimigo, predador ou presa, área de risco ou território alheio, entre outros.

O olfato de um canino selvagem ou de caça é especialmente importante em ambientes onde é difícil encontrar uma presa, especialmente em cães farejadores (raças desenvolvidas para a caça) como Pointers, Beagles, Setters, entre outros.

Um cão pode farejar todos os tipos de cheiros que, ao nariz humano, passa despercebido. Por isso, cães treinados são usados para trabalhos de resgate, identificação de drogas ou detecção de bombas entre outros.

Para detectar uma grande variedade de aromas específicos, tais como drogas, frutas ou as fezes de animais específicos, eles são treinados pelo estímulo da recompensa por um brinquedo favorito ou petisco toda vez que eles conseguirem farejar o cheiro desejado, cumprindo com êxito a sua missão.

Assim, recomendamos observar sinais de irritação nos cheiros do dia a dia evitando perfumes e desinfetantes que possam irritar o seu cão.

Gostou do conteúdo?
Compartilhe

Leia também

Ibirapuera

11 3050-2273

11 95023-3626

Av. República do Líbano, 270 Ibirapuera - SP

Saiba maissaiba mais da unidade Ibirapuera

Morumbi

11 3740-2152

11 99451-6319

Avenida Giovanni Gronchi , 3001 Morumbi - SP

Saiba maissaiba mais da unidade Morumbi

Pacaembu

11 4305-9755

11 97450-1843

Av. Pacaembu, 1839 Pacaembu - SP

Saiba maissaiba mais da unidade Pacaembu

Tatuapé

11 3019-2300

11 99787-1305

Rua Serra do Japi, 965 Tatuapé - SP

Saiba maissaiba mais da unidade Tatuapé

Centro de Radioterapia

11 94394-6254

Rua João Avelino Pinho Mellão 321 - Morumbi - SP

Saiba maissaiba mais da unidade Centro de Radioterapia