Home / CÃES / Casos Clínicos / PDA (PERSISTÊNCIA DO DUCTO ARTERIOSO) EM CÃES E GATOS

PDA (PERSISTÊNCIA DO DUCTO ARTERIOSO) EM CÃES E GATOS

02 / out / 2013

É uma alteração congênita no coração, pode ocorrer em cães e gatos, sendo que nos
cães é mais comum em raças como Poodle, Maltês, Spitz Alemão (Lulu da Pomerania) e
Pastor Alemão.

O diagnóstico é feito em filhotes e pode ser detectado já na primeira consulta veterinária (antes das primeiras vacinas), quando o veterinário, auscultando o coração, detecta um sopro cardíaco. Para confirmar deve ser realizado ecocardiograma. Quando diagnosticado cedo é possível uma cirurgia para corrigir o problema, antes que apresente problemas por mau funcionamento do coração.

Acima temos uma foto da Penélope, Maltês de 3 anos, que veio no Pet Care pela primeira vez para exames de rotina e foi diagnosticada como portadora de PDA (já foi operada e passa bem).

Pet Care Hospital Veterinário tem toda a equipe de cardiologistas clínicos e cirurgiões que está apta a tratar este problema bastante complicado

Pin It on Pinterest