Todo mundo sabe que um dos primeiros cuidados com filhotes de cães e gatos é a vermifugação, ou seja dar medicamento para controlar vermes intestinais conhecidos popularmente como “lombrigas” e “tênias”, e na verdade denominados como toxocara, ancilóstomo (bicho geográfico), dipilidium, tricuris, giárdia entre outros.

Você sabia também quando adultos o seu cão ou gato pode ter esses parasitas no intestino e contaminar outros animais e mesmo as pessoas?

Por isso todo cão ou gato durante toda a sua vida deve ser vermifugado de 1 a 2 vezes por ano, de acordo com a orientação do seu Médico Veterinário. Muitas vezes o animal não tem nenhum sintoma, mas pode ter o(s) parasita(s) no intestino.

Outras vezes o animal tem cólicas, vômitos esporádicos, diarreia, fezes com muco e/ou sangue ou ainda lambe ou coça a região perineal insistentemente.

Alguns parasitas só contaminam animais, mas outros podem causar infecção nas pessoas, principalmente nas crianças que ainda não tem hábitos adequados de higiene ou não tem resistência ao parasita. Os parasitas mais comuns que podem ser transmitidos dos animais para as pessoas é a Giárdia e o Bicho Geográfico.

Os filhotes, assim como as crianças são as maiores vítimas desses parasitas e podem causar sérios danos e déficit no seu desenvolvimento. As vezes os filhotes com vermes intestinais ficam debilitados e assim ficam muito mais suscetíveis as viroses como cinomose, parvovirose e outras doenças graves.

Se você responder “sim” para pelo menos 5 dessas perguntas abaixo então você deve vermifugar o seu cão periodicamente.

1.O seu cão/gato tem um convívio estreito com você e/ou sua família?

2. Você tem criança em casa?

3. Ele entra dentro de casa e/ou vive em apartamentos?

4. Ele costuma se lamber, inclusive na área genital?

5. Ele costuma te dar aquelas deliciosas lambidas?

6. Ele costuma subir nos sofás e eventualmente na cama?

7. Ele tem o hábito de dormir com você?

8. Você beija o seu cão ou gato e o acaricia com frequência?

9. Você tem mais do que um animal em casa?

10. O seu cão costuma passear na rua?

11. O seu cão frequenta Pet Shop, ”delivery” ou clínicas veterinárias com frequência?

12. Ele frequenta parque ou praças pelo menos uma vez por semana?

13. Ele vai para sítios, chácaras ou casa na praia?

14. Ele arrasta o “bumbum “ no chão?

15. Nos passeios ele costuma comer grama ou coisas que encontra pelo chão?

16. Ele convive com outros cães em praças ou em brincadeiras?

17. Ele frequenta hotelzinho ou Day Care?

18. Tem alguém doente em casa ou pessoa imunossuprimida ?

20 Ele tem sinais de desconforto abdominal,cólicas, vômitos diarreia ou muco nas fezes?

Lembre-se que toda medicação deve ser sempre prescrita pelo Médico veterinário de acordo com o diagnóstico, peso, idade e raça do animal. Somente o Médico Veterinário pode indicar o melhor tratamento para o seu Pet.

Além do tratamento via oral, o manejo do ambiente com desinfecção ambiental é muito importante no sucesso do tratamento de parasitas intestinais.

 



Posts Relacionados:


  1. Caso Clinico: Gato com Displasia Coxo Femural e Fratura de Patela (rótula)