Todo mundo, alguma vez na vida, já viu um cachorro correndo atrás do próprio rabo ou cauda. Em um primeiro momento, a cena pode ser divertida de se ver, mas, quando ela se torna uma prática crônica ou automutilante, é sinal de que alguma coisa se está errada com o animal.

Existem várias possibilidades para esse comportamento canino, dentre eles, alterações comportamentais ou algum problema de saúde. O cão pode apresentar esse comportamento como forma estratégica para chamar a atenção de seu dono, por falta de estímulo do ambiente em que vive (ficando entediado e sem ter como gastar sua energia) ou por estresse – que leva a comportamentos compulsivos.

Existem inúmeros brinquedos que ajudam seu cãozinho a brincar e canalizar sua energia. Há, também, os chamados “brinquedos inteligentes” que distraem o animal durante horas, recompensando-os com petiscos conforme brincam. Uma sugestão é oferecer uma garrafa pet com ração dentro. Conforme os cães vão brincando com a garrafa, a ração vai caindo, estimulando o animal a brincar mais. De preferência, coloque pedaços maiores de bifinhos para que não saiam facilmente.

Quando o comportamento está relacionado a problemas de saúde, podemos ter algum desconforto na região do rabo ou ânus, tais como feridas ou inflamações, parasitas (pulgas, carrapatos e vermes), alergias que provocam coceiras e dermatites, e dores causadas por fraturas ou problemas musculares.

Não devemos nos esquecer de que esse comportamento não deve ser deixado de lado ou encarado como um comportamento normal do cão. Com isso, um médico veterinário deve ser procurado para avaliação e iniciar um tratamento específico para cada animal.



Posts Relacionados:


  1. Cachorros sabem quando os donos estão tristes

  2. Por que os cachorros lambem seus donos?

  3. 9 erros que os donos cometem na hora de cuidar dos cachorros

  4. Pesquisa demonstra que cachorros também sentem ciúmes

  5. Cachorros adoram passar feriados fora de casa