A úlcera de córnea é uma doença relativamente comum em cães em gatos e deve ser tratada de maneira rápida e eficiente para evitar a perda da visão. A córnea é a primeira camada do olho, é transparente e extremamente fina. Qualquer machucado nessa região pode apresentar risco para a saúde ocular dos animais.

Nos cães, as raças com os olhos “saltados” como Shih-Tzu, Lhasa Apso, Boston Terrier, entre outras, têm mais facilidade em apresentar úlceras na córnea, mas qualquer animal pode apresentar essa doença, e se não tratados adequadamente podem apresentar consequências sérias para a visão.

As causas das úlceras de córnea podem variar e incluem: trauma ocular, banho, auto traumatismo (coceira), cílios que nasceram na posição errada, alterações nas pálpebras, deficiência na produção de lagrima e até substâncias químicas que podem ter contato com os olhos. Nos gatos, o vírus da herpes felina também pode causar lesões de córnea.

Os sintomas mais frequentes são: blefarospasmo (piscar em excesso), olho vermelho, secreção ocular (geralmente de coloração amarelada ou esverdeada), olho azulado, coceira ocular e apatia.

O diagnóstico deve ser realizado com urgência para aumentar a chance de recuperação do animal. Geralmente o tratamento é a base de colírios e o uso do colar elisabetano para evitar auto traumatismos e a piora da lesão. Nos casos mais sérios, muito avançados, ou até em perfurações da córnea, o tratamento é cirúrgico, realizado com equipamentos especiais.

A melhor maneira de prevenir as complicações causadas pela úlcera de córnea é procurar um veterinário oftalmologista assim que reparar em ao menos um dos sintomas descritos acima.

Uveíte: Olho vermelho geralmente não é “conjuntivite” em cães e gatos.
A uveíte é frequentemente confundida com “conjuntivite”, nos cães e gatos, por deixar os olhos vermelhos. Mas seu diagnóstico é fundamental, tanto para preservar a visão do animal, quanto para excluir outras doenças concomitantes.

A uveíte é a inflamação de dentro do olho (do tecido uveal) e pode apresentar vários sintomas, ou apenas olho levemente vermelho. Os sintomas mais frequentes são: olho vermelho, olho azulado, lacrimejamento e/ou blefaropasmo (piscar em excesso). É importante diferenciar de outras alterações oculares que causam olho vermelho como úlcera de córnea, olho seco e glaucoma.

A uveíte não tratada corretamente pode causar aumento da pressão intraocular (glaucoma) e perda irreversível da visão. O diagnóstico é realizado pelo veterinário oftalmologista e geralmente o tratamento tem ótimos resultados.
É muito importante descobrir a causa da uveíte, pois geralmente é ocasionada por alguma doença sistêmica que apresentou primeiramente alteração ocular. Frequentemente doenças sérias como erlichiose (doença do carrapato) e linfoma podem causar uveíte antes de qualquer outro sintoma pelo corpo.

O PetCare conta com serviço de oftalmologia prestado por oftalmologista veterinário pós-graduado. Confira nossas unidades e agende uma consulta para o seu pet:

UNIDADE IBIRAPUERA
AVENIDA REPÚBLICA DO LÍBANO, 270 – IBIRAPUERA – SP
TEL.:11 3050-2273
WHATSAPP:95023-3626
UNIDADE MORUMBI
AVENIDA GIOVANNI GRONCHI, 3.001 – SÃO PAULO – SP
TEL.:11 3740-2152
WHATSAPP:99451-6319
UNIDADE PACAEMBU
AVENIDA PACAEMBU, 1.839 – SÃO PAULO – SP
TEL.:11 4305-9755
WHATSAPP:97450-1843
UNIDADE TATUAPÉ
RUA SERRA DE JAPI, 965 – TATUAPÉ – SP
TEL.:11 3019-2300
WHATSAPP:99787-1305


Posts Relacionados:


  1. Úlcera de Córnea

  2. Úlcera de Córnea: Ceratite Ulcerativa em Cães

  3. BOXER COM ÚLCERA DE CÓRNEA? PROBLEMAS A VISTA!!

  4. Doenças Crônicas: Oftalmologia 2 – Olho Seco

  5. Por que meu cão ou gato pode ter catarata?