O homem não é o único ser que sofre com doença de próstata. Animais adultos machos não castrados também podem desenvolver esse tipo de doença que é chamada de Hiperplasia Prostática Benigna (HPB). Um cachorro pode chegar à maturidade com 80% de chance em desenvolver essa doença, mas, diferente do homem, a probabilidade de ser tumor maligno é muito pequena.

A doença de próstata no cachorro causa muito desconforto e pode diminuir sua qualidade de vida. Os principais sintomas são dificuldade para urinar (urina em jatos fino), sangue na urina, dor na hora de defecar e desconforto na região pélvica, na qual o animal pode andar com a coluna arqueada.

O diagnóstico depende do histórico do animal não castrado, palpação de próstata aumentada e pode ser confirmada com ultrassom ou RX abdominal, além de exames de sangue.

O tratamento depende da origem do aumento da próstata, mas a castração é indicada em todos os casos.

A Campanha Novembro Azul tem como objetivo prevenir o aumento prostático, então castrar seu animal ainda jovem é o ideal. É importante alertar que mais de 90% das doenças prostáticas poderiam ser impedidas se seu cachorro fosse castrado antes do primeiro ano de vida. Se a castração acontece na fase adulta, onde a próstata tem tamanho normal ou aumentada, a redução da próstata já se inicia em algumas semanas. Assim, a castração de machos é a forma mais eficaz de prevenir a doença de próstata em cães.

*Imagem encontrada em: blogdalolipet.com.br



Posts Relacionados:


  1. Pets também podem sofrer com problemas de tireóide

  2. Problema de próstata em cães

  3. Problema de prostata em cães

  4. Pets castrados podem ficar mais calmos?

  5. Cães também sofrem com problemas de gases e flatulência