O Governo Holandês não precisou sacrificar nenhum cachorro, porque a solução para controle populacional não é a eutanásia e sim a conscientização e castração! 

Em todo o mundo, estima-se que existam aproximadamente 600 milhões de cachorros vivendo nas ruas. É uma situação difícil e complexa de se resolver, sendo que a grande maioria dos governos carecem de políticas públicas para ajudar a solucionar esta questão.

Mas, o que parece impossível para muitos países, se tornou realidade na Holanda. Sem nenhum tipo de sacrifício ou apreensão dos animais em canis, o país europeu conseguiu o título de primeiro do mundo sem nenhum cachorro vivendo nas ruas.

Tudo isso faz parte de um plano do governo baseado em quatro pilares: leis duríssimas para quem abandona os cães, com multas que atingem a casa dos milhares de euros, campanhas de castração e conscientização, além de altas taxas de imposto para quem compra cachorros de raça.

A mais importantes medidas foram:

- a Lei de Saúde e Bem-estar animal. Trata-se de uma punição exemplar que é de uma multa de 17 mil euros ou 3 anos da prisão para qualquer pessoa que atente contra um animal de estimação.

- Organizaram campanhas educativas e de conscientização destinadas a assinalar que o maltrato de animais é tão grave como agredir às pessoas.

- Esterilizações maciças e gratuitas de animais de estimação.

- Impostos altos à compra de animais de raça, para promover a adoção de peludos abandonados.

Que esse exemplo seja seguido em todos os lugares do mundo!!!



Posts Relacionados:


  1. Fotógrafo cria montagens surreais com cachorros abandonados para incentivar adoção

  2. Cães de rua ou abandonados: o que podemos fazer para diminuir esse problema?

  3. Qual é mais caro manter, Cachorro ou Gato?

  4. 9 erros que os donos cometem na hora de cuidar dos cachorros

  5. 12 posturas comuns dos cachorros e o que elas significam