De que maneira os animais de estimação ajudam no desenvolvimento de bebês e crianças

(senso de responsabilidade, afetivo, eleva autoestima, etc)?

Crianças que convivem com animais tendem a ter maior facilidade em demonstrar carinho nas suas relações interpessoais. A partir do momento que entendem as limitações dos animais e sua dependência em relação aos cuidados necessários no seu dia a dia, tendem a se tornar mais pacientes e menos ansiosos.

Se eles puderem assumir parte dessa responsabilidade nos cuidados com os animais, eles passam a desenvolver maior senso de responsabilidade, passam a demonstrar maior desprendimento e respeito, se tornando pessoas mais generosas.

A criança que convive com animais e assume essas responsabilidades, tende a ter maior autoestima, pois se  enxerga útil e necessária.

Delegar responsabilidade e muitas vezes poder assumir o treinamento básico do sentar, esperar, usar o banheiro no lugar certo e no momento adequado, levar para passear, entre outras atividades do dia a dia de uma cão ou gato, ajuda a criança a sentir-se importante. Isso pode proporcionar auto confiança, fortalecer o vínculo entre a criança e o animal.

É lógico que somente o convívio com animais não forma o caráter de uma criança, mas associado ao convívio com pessoas e crianças da mesma idade, isso pode ser muito benéfico e ajuda a conscientização do ser humano na responsabilidade do bom convívio social e no respeito ao próximo.

Alguns estudos mostram que as crianças que convivem com cães e leem histórias para os seus pets, têm melhor desenvolvimento da fala e da expressão corporal.

Que cuidados devem ser levados em conta para garantir tanto a segurança dos pets quanto das crianças?

Primeiro passo é a escolha da raça associado a idade da criança. Não recomendamos que uma criança abaixo de 10 anos tenha responsabilidade na condução da educação, passeio e cuidados sobre um animal, mas pode compartilhar isto com um adulto

Filhotes brincam muito e têm uma fase oral onde mordem tudo até pelo menos 6 meses de idade, por isso, precisamos tomar cuidado para não machucarem uma criança.

O processo de adaptação no novo ambiente deve envolver a criança ensinando ambos (criança e cão) os limites as regras de convívio. Espera-se que ambos aprendam juntos e que a criança entenda que o animal não é um brinquedo e que deve respeitar o seu tempo de comer, descansar e dormir.

Nos primeiros dias recomendamos deixar o cão em ambiente separado até se adaptar a nova rotina e, nesse período a criança inicia as visitas ao local sempre acompanhado de um responsável.

Uma dúvida de muitos pais sobre ter pets em casa com bebês diz respeito às alergias. Tem fundamento?

Sim. Estima-se que 15% da população mundial seja alérgica a animais. Por isso, é comum crianças serem alérgicas a pelo, saliva e urina dos cães e gatos.

Apesar disso, existem atitudes que podem ajudar a manter a reações alérgicas sob controle e tornar a sua casa um lugar muito mais confortável para viver. Mesmo se você não tem alergias, essas dicas são úteis, se você tem convidados em sua casa que são alérgicas aos animais.

Como passamos um terço de nosso tempo dentro dos nossos quartos, esse seria o local da casa a requerer maiores cuidados. Manter os animais fora dos quartos de pessoas alérgicas pode reduzir significativamente os sintomas de alergias aos animais.

Seguem alguns dicas para casas com pessoas alérgicas:

- Instale um bom filtro de ar no ambiente;

- Retire cortinas e tapetes e dê preferência para um piso liso de fácil limpeza;

- Aspire regularmente o ambiente com um aspirador potente;

- Banhe seu animal de estimação semanalmente;

- Não permita que seu animal de estimação suba nos móveis;

- Não permita que seu animal de estimação entre no carro ou então coloque um protetor de assento;

- Escove seu animal de estimação diariamente e o mantenha sempre tosado com pelo mais baixo;

- Manter a pele do seu animal de estimação saudável, incentivando o animal de estimação para passar mais tempo ao ar livre;

- Lave as mãos após o manuseio do animal de estimação, seus brinquedos, cama, etc.

O Pet Care é um Hospital Veterinário 24 horas, que conta com todos os equipamentos, profissionais capacitados e especializados para darem atendimento ao seu animal de estimação.



Posts Relacionados:


  1. 11 Dicas sobre Banhos em Cães e Gatos

  2. Diário da Amêndoa: Dicas sobre a idade e desenvolvimento dos cães

  3. Pet Care no SP no Ar: Qual é o animal certo para as crianças?

  4. Animais domésticos e crianças: o que fazer e quais os cuidados que devem ser tomados?

  5. Animais Domésticos e Crianças – Quando os acidentes acontecem – Parte 2