O uso de medicação intravenosa (na veia) é um procedimento muito comum na Medicina Veterinária quer seja para infundir medicamentos, para hidratação (soro), para quimioterapia, para anestesia, analgesia, transfusão e mesmo para alimentação parenteral quando o animal não consegue comer.

Toda substância infundida diretamente na veia entra em contato direto com o sangue tendo uma distribuição imediata por todo o corpo do animal e por isso deve ser aplicada somente pelo médico veterinário seguindo critérios rígidos de dosagem e de velocidade de infusão. Existe inclusive drogas que não podem ser aplicadas na veia e vice versa (que só devem ser aplicadas na veia)

Além desse critério de aplicação e de dosagem outro acidente a ser evitado é o extravasamento do medicamento para fora da veia. Normalmente isso causa muita dor no local e pode inclusive necrosar a pele dependendo da substancia que esta sendo aplicada (principalmente com a quimioterapia).

O uso de cateter de silicone ajuda nesse cuidado pois é mais flexível e evita de sair da veia mesmo com o animal se movimentando. O uso desses cateteres é um dos cuidados necessários para a correta aplicação dos medicamentos sem riscos.

Além disso o medicamento aplicado dever ser infundido lentamente de acordo com o volume e peso do animal, respeitando a dosagem calculada. Para controlar essa velocidade e o volume, principalmente quando se trata de soro, devemos usar sempre as bombas de infusão, que são aparelhos que controlam gota a gota o volume infundido e a velocidade de infusão.

As bombas de infusão devem ser usadas sempre, mas em cães pequenos e gatos, o cuidado deve ser muito maior, pois um volume muito grande de soro ou medicamento pode levar a morte em poucos minutos com edema pulmonar ou liquido no tórax.

Quando o animal esta com cateter de silicone e com bomba de infusão ele pode se movimentar livremente na gaiola ou no canil sem risco de sair da veia ou de receber um volume inadequado tanto para mais como para menos. Esse cuidado e investimento repercute não só no sucesso do tratamento, mas também para diminuir o estresse causado na internação, quando o animal pode sair para andar e passear fora da gaiola.

Aqui no Hospital Veterinário Pet Care o uso de Bombas de Infusão faz parte da nosso rotina quer seja na internação, na UTI ou mesmo no ambulatório.



Posts Relacionados:


  1. Cuidados Com Medicamentos Para Cães e Gatos

  2. Animais domésticos e crianças: o que fazer e quais os cuidados que devem ser tomados?

  3. Tenho um Gato Soro Positivo…

  4. Quimioterapia e Bombas de Infusão

  5. Medicamentos Para Animais